terça-feira, 14 de julho de 2015

Meu cartucho de Alamogordo - Atari Dig

Chegou hoje o meu cartucho desenterrado do aterro de Alamogordo. Êeeeee.

A "lenda urbana" sobre a qual a Atari tinha enterrado vários cartuchos no meio de um deserto nos EUA provou-se ser verdadeira em 2014 quando desenterraram - até onde se sabe - pelo menos uma parte do que havia sido enterrado lá.

Logo quando soube das histórias quis ter um cartucho meu vindo de lá. Isto só foi possível depois que a prefeitura daquela cidade passou a leiloar tudo no e-Bay. No documentário "Atari: Game Over" o prefeito da cidade tinha anunciado que iria fazer isto.


Uma vez no e-Bay, li no site a frase que mais temia "this item may not be shipped to Brazil". Mandei uma mensagem pro vendedor e ele disse que enviaria sem problemas. Então fui procurar entre os itens que ele estava vendendo um item para o qual não tinha sido dado nenhum lance, até porque, não queria pagar muito por algo que, na realidade... era apenas lixo desenterrado!

Infelizmente os cartuchos do jogo do E.T. eram os mais cobiçados e tinham maior numero de lance. Escolhi um outro jogo qualquer, até porque, quem iria realmente jogar um jogo que provavelmente não estaria mais funcionando depois de décadas enterrado?


As fotos abaixo são do cartucho que comprei, Warlords. Veio fechado num saquinho plástico ziplock, com uma pasta que continua um certificado de autenticidade, uma redação do Joe Lewandowski que conta toda a história do primeiro caso de arqueologia envolvendo videogames, mais umas cópias de jornais de Alamogordo e El Paso que noticiaram quando a Atari começou a enterrar tudo.