sábado, 19 de setembro de 2015

Pense Bem da Tec Toy

Aqui está um brinquedo que foi muito cobiçado pelas crianças ao final dos anos 80. Além das funções que ele tinha, também vinha acompanhado de um livro de perguntas, colocava a resposta no aparelho e o mesmo te informava se você tinha acertado ou não. Infelizmente, saiu de moda tão rápido quanto o seu sucesso.

O Pense Bem foi um brinquedo dos anos 1989. Suas características lembram muito um computador da época - inclusive, era vendido com este apelo de marketing, um "computador voltado para as crianças".

Quem foi criança em 1989 deve ter se sentido decepcionado alguns anos mais tarde, quando as máquinas de 386 e 486 entraram no mercado nacional. Nem o sistema MS-DOS tem algo de parecido com o Pense Bem. Talvez por isso este brinquedo tenha tido um ciclo de vida muito curto.

No ano passado li um artigo de um blogueiro que comentou sobre este brinquedo com um certo tom de ressentimento: de que o Pense Bem não era um computador de verdade, que a tecToy "enganou" as crianças e a prova cabal era o drive falso que se vê na frente para o qual não existe disquete.

Porém, o Pense Bem é um computador de verdade sim. É só dedizir pela lógica: se há um periférico de entrada (teclado), um periférico de saída (tela) e um processador dentro, então é um computador. E foi um brinquedo legal. Talvez as crianças da época que depois conheceram o 486 e Pentium 100 não soubessem, mas o Pense Bem lembra muito bem computadores fabricados na época , como o TK, por exemplo.