quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Como passar suas fitas K7 para o computador




Quem baixa músicas pela internet nem imagina o que foi viver uma época em que você tinha que acompanhar a programação de uma rádio o dia todo só para apertar a tecla REC do gravador e ter suas músicas favoritas gravadas numa fita para ouvir a hora que quiser.


As fitas cassete (ou simplesmente K7) marcaram uma geração inteira. Não é de hoje também que vendedores de artigos pirata comercializam CDs e DVDs por aí; este tipo de prática já era existente desde a época das fitas K7.


Esta tecnologia foi sucessora dos discos de vinil. Também não é difícil entender o seu repentino sucesso, já que a fita K7 era bem mais compacta, portátil e resistente do que os delicados LPs. Além disso, a fita K7 oferecia uma gama de aplicações que ate então não eram viáveis. Sem a fita K7 é impossível imaginar a criação das famosas secretárias eletrônicas. Lembram delas?
Também dava para gravar musicas do radio. O pessoal que gosta de musica eletronica talvez nem se de conta que as primeiras mixagens "caseiras" eram feitas com aparelhos de fitas K7 com duplo deck.


A fita K7 não se limitou somente no campo do áudio, mas também na informática. Nos computadores mais antigos (dos anos 1980 e anteriores ao Pentium) usavam fita K7 para gravar arquivos e rodar programas, a partir de um leitor/gravador de K7 acoplado como periférico à maquina.


Infelizmente tem muita gente que jogou fora suas coleções de fita K7 ou substituiu seus arquivos pelos CDs dos anos 1990. Mas, se você é daqueles que possui gravações "especiais" das quais nunca quis se livrar de jeito nenhum, saiba que não precisa de muito conhecimento ou fazer grandes investimentos para passar suas gravações para o computador.


Então vamos aos passos! O abaixo é uma lista de materiais do qual você vai precisar:


  • 1 fita K7 da qual você vai copiar o áudio para o computador;
  • 1 computador com o aplicativo Windows Movie Maker da Microsoft. Os sistemas operacionais XP, Vista, Windows 8 possuem este aplicativo. Para versões mais antigas, você pode utilizar o gravador de som e salvar no formato WAV.
  • 1 placa de captura de vídeo e áudio. A que eu tenho é a EasyCAP, que é barata e pluga como USB.
  • 1 tocador de fitas K7. Eu utilizei um Walkman Sony FX-421.




Primeiro passo: verificação dos seus equipamentos


A primeira - e talvez a única - coisa que você deve se atentar é certificar-se de que seu tocador de fitas K7 está funcionando corretamente. Quando fui passar minhas fitas K7 para o computador, eu tinha em casa 3 aparelhos que podiam tocar fita K7, mas não estavam funcionando.


Peguei o walkman e o abri. Existe uma correia que liga o motor a uma polia que faz a fita K7 rodar dentro do aparelho. Muitas vezes esta correia se resseca com o tempo, estoura ou estica, não fica firme e dá a impressão de que o aparelho não funciona mais.


Se necessário substitua esta correia por um elástico comum de prender cabelo ou jornais. Isto seria para "quebrar o galho", uma vez que o ideal seria substituir a correia por uma outra original do fabricante. Mas convenhamos o seguinte: meu walkman foi fabricado em 1993 e estamos em 2015. Acho que o fabricante não vai ter mais dessas correias, certo?


Com tudo funcionando, insira a fita no lado A e rebobine ela. Deixe o walkman de lado por enquanto.




Segundo passo: crie um cabo de conexão entre o tocador de fitas K7 e a placa de captura


Agora vem uma parte difícil, mas nem tanto. Você vai precisar de um cabo que ligue o fone de ouvido na placa de captura. Em qualquer supermercado minimamente decente existe um setor de utilidades domesticas, onde você encontra desde tampa de ralo ate tachas de prego. É neste lugar que você encontrara o cabo de áudio e vídeo, cada qual com ponta vermelha e amarela.


Estes cabos são idênticos entre si, independente da cor que possui cada ponta. E não vamos precisar do cabo duplo, mas só um deles apenas. Corte uma das pontas, desencape o fio ate conseguir duas pontas.


Aqui você tem 2 opções:
Opção 1: comprar um desses adaptadores que você também encontra na mesma seção de utilidades no supermercado.
  

Opção 2: ir ate uma loja de pecas para eletrônica e comprar um plug de fone de ouvido. Se você fez isto, vai precisar soldar as pontas dentro deste plug (foi a opção que escolhi).
Terceiro Passo: Compre uma placa de captura.


Qualquer placa de captura serve para o propósito deste projeto. A que eu tenho é a EasyCAP, você encontra no Mercado Livre para comprar. 
 
Agora você já têm o tocador de fitas funcionando, um cabo que vai ligar o tocador na placa de captura e a placa de captura. Coloque a fita, conecte o cabo no tocador e na placa de captura e depois conecte a placa de captura no computador. Ligue o computador e abra o programa Windows Movie Maker. Se estiver utilizando o Windows XP, clique em arquivo e em seguida novo projeto. Na opção 1, clique em capturar de um dispositivo de vídeo.
Atenção! A placa de captura vai aparecer como se fosse uma "segunda webcam" do computador. Você vai ter que selecionar entre duas opções de câmeras da qual deseja gravar. A primeira geralmente é a webcam do computador. Se selecionar esta, vai aparecer a sua própria cara. Porém, não é desta câmera que vamos gravar o áudio que virá do tocador de fita K7. A opção correta será aquela em que a tela aparece em azul.
Enquanto a fita toca, você não vai ouvir o áudio que será gravado. Somente quando você clicar em "Stop Capture" é que a gravação termina e é importada para o Windows Movie Maker. é neste programa que você vai editar, ouvir e salvar os seus arquivos.


E porque a tela aparece em azul? O walkman só produz áudio, não tem imagem saindo dele. A tela azul significa que o computador não esta recebendo informações de vídeo, mas esta recebendo de áudio, então fique tranquilo.
Acredito que a forma mais prática é deixar o walkman funcionando direto e depois você utiliza o programa para editar o arquivo importado.
 
Lembre-se que ao salvar os arquivos você estará salvando como arquivo de vídeo (*.wmv ou *.mp4). Você pode converter estes arquivos em MP3 no website www.zamzar.org, se preferir.
Na época em que se faziam gravações em fitas K7 era muito comum as pessoas gostar de uma musica gravada sem saber de qual artista ou banda pertencia a autoria da musica. Para identificar uma musica você pode reproduzi-la no seu computador enquanto estiver acessando o site http://www.midomi.com/ ou o  http://www.musipedia.org/ media.io. Lá eles tem uma ferramenta que identifica uma musica a partir da reprodução de um pequeno trecho dela de até 12 segundos.
Importante!


A qualidade do audio vai depender da qualidade da fita cassete. Se a que você tem era de boa marca, sua música ficou bem conservada. Se era um lixo, sua música não ficou bem conservada.
Os vídeos abaixo são exemplos de fitas que passei para o computador:



Se tiver duvidas, deixe um comentário que tentarei ajuda-lo!