quinta-feira, 30 de junho de 2016

Tipos de mordedor para alicate crimpador

A escolha de um alicate crimpador apropriado dependerá do tipo de conector que você pretende utilizar. Embora muitos websites coloquem uma foto do produto no anúncio, o consumidor fica na dúvida se o tipo de alicate que pretende comprar é o que realmente atende as suas necessidades, até porque, este tipo de alicate não é barato e se fizer uma compra errada você perderá o seu dinheiro.

Com isto, resolvi aqui colocar imagens de alguns tipos de mordentes mais comuns juntamente com o desenho do respectivo conector.

Então vamos aos tipos:


1 - Conector automotivo
Tipo de mordedor
Tipo de conector

 2 - Conectores de 4P, 6P e 8P - Rede e telefonia
Tipo de mordedor

Tipo de conector


3 - Conectores de compressão para cabos coaxiais
Tipo de mordedor

Tipo de conector


4 - Conectores tipo BNC ou TNC em cabos coaxiais luva para emendar tubular sem isolação
Tipo de mordedor

Tipo de conector

5 - Isolados e pré-isolados
Tipo de mordedor

Tipo de conector

6 - Isolados e pré-isolados #2

Tipo de mordedor

Tipo de conector
Repare que a única diferença entre este caso e o anterior é o tipo de mordedor. Existem dois tipos de mordedor para o mesmo tipo de conector.


7 - Pino ilhós
Tipo de mordedor

Tipo de conector


8 - Sem isolação

Tipo de mordedor

Tipo de conector



terça-feira, 28 de junho de 2016

Piano eletrônico com CI 555


E foi assim que ficou o projeto do meu curso de eletrônica neste último semestre. Legal, né?

O piano é na verdade uma modificação feita com o circuito do Atari Punk Console. Um CI 555 em modo astável teve o potenciômetro substituído por um trimpot e ajustado num tom que fosse parecido com o de um piano. O outro CI 555, em modo monastável teve seu potenciômetro substituído por um conjunto de 13 teclas, sendo que para cada uma havia uma associação de resistores.

Abaixo, você vê o circuito completo. Este projeto era para ter sido instalado com uma fonte, mas ficamos com medo de queimar o CI ou acontecer alguma desgraça que fizesse o circuito parar de funcionar. Era fim do semestre e tudo foi uma correria. Acabamos por colocar uma bateria de 9V mesmo.






domingo, 19 de junho de 2016

Windows 10 do inferno...

Quando a propaganda já é um inferno, fuja do produto. Se a coisa fosse mesmo boa, a empresa não estaria empurrando o produto para você.

Já tem uns meses que a Microsoft, num gesto de total invasão de privacidade, instalou um update no meu computador e, voilá: um total de 6GB de espaço do meu HD foi tomado para gravar os arquivos do Windows 10, sem meu conhecimento ou autorização. Pior: como este software não veio junto quando comprei este computador, nesse tempo todo o Windows Update estava baixando o software, deixando a conexão e os aplicativos lentos...


Tudo começou com uma pequena janelinha no canto da tela que foi crescendo. Primeiro, a propaganda: 110M people already installed Windows 10. Depois de muito recusar, a Microsoft começou a me forçar a instalar o software. As mensagens seguintes eram do tipo "Em 15 minutos o Windows 10 será instalado". Várias vezes eu estava trabalhando em algo e meu trabalho era interrompido por causa dessa maldita atualização forçada...

Esta semana foi a gota d'água: apareceu esta janela e se você reparar não existe um botão "no thanks". Você não tem como fechar esta janela se apertar Ctrl+alt+del, o programa nem aparece na lista. 

Desgraças à parte, a cura para este mal é um programa chamado Never10, que pode ser baixado neste link: https://www.grc.com/never10.htm. Graças a este aplicativo, descobri que os arquivos de instalação do Windows 10 ocupavam 6GB de espaço no HD. O Never10 dá a opção de bloquear a instalação do Windows 10 e também deletar os arquivos desse software.

Quanto à Microsoft, acho que esta empresa devia responder na justiça contra essas práticas absurdas. Sou da geração que ainda não se esqueceu do que eles fizeram com o Netscape, WinZip, Winamp, Eudora e por aí vai...

domingo, 12 de junho de 2016

Atari Punk Console alimentado pela rede elétrica 127V



Eu já tinha feito antes um Atari Punk Console - APC, mas ao invés de ter feito a partir do zero, eu tinha comprado uma placa de dupla camada vindo de um kit que comprei no eBay. Desta vez - e em função do meu curso de Eletrônica, resolvi fazer este aparelho a partir do zero. Depois, este aparelho serviu de base para a criação de um Piano Eletrônico, um projeto também muito bacana, e que abordarei aqui no futuro.

A primeira parte deste projeto começa com a fonte e embaixo está o esquema do circuito:




O transformador eu peguei de um vídeo cassete. Ele tem um primário de 127V e 220V e quatro secundários, 3V, 8V, 16V e 40V. Como o circuito do APC requer tensão de 9V, usei o secundário com 16V. No secundário de 3V coloquei uma lâmpada baioneta para indicar quando o aparelho estiver ligado. A chave que liga a lâmpada e a fonte é daquelas de computador antigo, como este que aparece na imagem a seguir.


Em seguida fiz uma ponte retificadora com 4 diodos 1N4007 para obter a retificação de onda completa. O capacitor eletrolítico que você vê no circuito é de 4700µF, 50V. O ultimo componente é o regulador de tensão 7809 que vai regular o ripple.


Transformador
circuito da fonte em teste no protoboard

Terminado esta etapa da fonte, agora vem o circuito do APC propriamente dito. E o esquema deste circuito é montado deste jeito:

Circuito do APC - fonte: Wikipédia


No circuito acima é possível verificar que os dois CI's 555 foram instalados, respectivamente, para funcionar em modo astável e monostável. A manipulação dos potenciômetros é o que produz o áudio caracteristico do APC.


sábado, 11 de junho de 2016

Led pisca-pisca com 555

Ok, eu admito, tenho uma certa fixação por leds, mas fazer o que?...

Okay, I admit, I have a certain obsession for leds, but what I'm gonna do? 


Na última vez que comentei algo sobre como fazer led pisca-pisca, o circuito tinha dois leds e a freqüência era determinada pelo valor dos resistores e dos capacitores. Neste circuito abaixo tem apenas um led. A freqüência é determinada por C1 e R1, sendo que fica mais “interessante” manipular somente o C1 (na verdade você pode substituir o R1 por um potenciômetro de 1KΩ).

Last time I made a post about how to make a led flasher, the circuit had two leds and the flashing frequency was determined by the value of the resistors and capacitors. In this circuit below it has just one led. The frequency it is determined by C1 and R1, but it is more interesting manipulating only the C1 (in fact you can replace R1 for a 1K potentionmeter).



Para o circuito acima você vai precisar de:
Here is the part list for this circuit:

1 – CI - NE555;
1 – C1 – Capacitor eletrolítico 1000µF, 25V;
2 – R1 ; R2 – Resistor 1KΩ, ¼ W;
1 – Led;
1 – Clip de bateria;

1 – Bateria 9V;

No vídeo abaixo eu mostro como funciona este circuito no protoboard:
In this video I demonstrate how this circuit works in the protoboard: