quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Faça um aquecedor com uma resistência de chuveiro e circuito dimmer

Aqui vai um projeto legal com um pouco de gambiarra!

Em agosto deste ano idealizei um projeto cuja finalidade era aquecer um ambiente com uma resistência de chuveiro e um ventilador. Basicamente, uma resistência de chuveiro é ligada diretamente a uma fonte de 220V, mas este projeto é para ser ligado em 127V, junto com um circuito dimmer (muito conhecido e não criado por mim) que controlaria a tensão sobre a resistência de chuveiro (carga).

O desenho abaixo é um rascunho da ideia que tive de suporte feito de madeira, e com a resistência presa com parafusos com cabeça de argola. À princípio, o uso de um suporte de madeira pode parecer uma escolha equivocada para algo que vai se aquecer, mas é uma solução melhor do que utilizar um suporte metálico que poderia colocar os dois terminais da resistência em curto e, na melhor das hipóteses, queimar o circuito do dimmer.



Importante frisar que uma corrente elétrica sempre passa por um "caminho" com menor resistência. A resistência do chuveiro tende a dilatar com o calor quando está aquecida e se você utilizar um suporte de metal, a corrente vai passar pelo suporte e o aparato não funcionará (sim, eu testei isso).

A resistência pode ser ligada diretamente à rede 127V, mas se você preferir criar uma forma de controlar a intensidade de calor, o ideal é colocar um dimer entre a tomada da rede e a resistência do chuveiro. O circuito abaixo pode ser feito com componentes a ser adquiridos numa loja de componentes eletrônicos que você encontrará com grande facilidade.

A carga que você lê no circuito acima pode ser a resistência, mas este circuito também pode ser utilizado para controlar o brilho de uma lâmpada, temperatura de um ferro de solda, temperatura de chuveiro, entre outros. Os componentes são:

1 Triac TIC226D;
1 Diac DB3;
1 Potenciômetro 100K ("R1");
1 Resistor 100K, 1W ("R2");
1 Capacitor de poliester metalizado 220nF, 250V ("C1");


Na foto abaixo você vê este aparato sendo testado por um amigo meu em um dia frio de Setembro, este invento foi capaz de aquecer razoavelmente a corrente de ar empurrada pela hélice do ventilador.




Repare que, apesar da boa qualidade da foto, mal dá para reparar a resistência que quase se confunde 
 com a armação de segurança do ventilador. Quando o ar passa pela resistência, ele resfria a mesma, sendo que ao invés de ficar vermelha e brilhante, ela mantém uma cor escurecida, como se nem estivesse ligada. Na verdade, por onde o vento não passou, a resistência ficou vermelha.


Esta resistência acabou sendo utilizada para tirar a humidade de folhas de papel, instalada dentro de uma caixa (outra possível aplicação além das mencionadas anteriormente).