sábado, 12 de maio de 2012

Mate a vontade


Mew que podre!

É disso que tenho pavor nesta cidade, estes surtos psicopatas, gente comum que passa despercebida e, de repente, te mete uma facada na barriga porque não gostou da cara que fez quando cruzou com ela na rua ou coisa parecida...

Agora, repare que a frase tem sentido ambiguo, se "vontade" estiver no sentido narcisista, o eu como fonte de desejo e o autor se referiu a este tipo de vontade, então com certeza se trata de um pichador comunista fazendo campanha anti-consumista.

De qualquer forma, não passa de um psicopata. Vai se fuder!