sábado, 12 de outubro de 2013

3ª versão - 1 milhão pela educação

No dia 11 de outubro de 2013, ocorreu a terceira versão do ato "Um Milhão pela Educação". Apesar do nome que deram ao ato de protesto, a causa sequer atraiu mil pessoas. Estimo que no máximo umas trezentas compareceram no Theatro Municipal, onde ficou marcado o ponto de encontro. Adeptos do Black Bloc, alunos da USP e algumas minorias portando bandeiras do PCB - Partido Comunista Brasileiro estiveram na manifestação. Não notei se haviam professores no meio da marcha.

Na altura da av. Brigadeiro Luis Antonio, uma moça que fazia transmissão ao vivo começou a reclamar de ter sido empurrada por um policial militar. Houve uma comoção, mas que logo se encerrou. Uma vez na Av. Paulista os manifestantes ainda decidiram para onde iriam e houve uma votação. Apesar da decisão de ir em direção à casa do prefeito Fernando Haddad (PT), a manifestação seguiu sentido Consolação.

Na verdade, a esta altura dos acontecimentos, o contingente já não era nem metade do inicial, provavelmente em torno de 50 pessoas. O trânsito havia sido interrompido em várias ruas que cruzam a Av. Paulista. Logo mais, os policiais fizeram um cordão de isolamento e, aos poucos, foi "empurrando" a manifestação para a calçada (empurrando entre aspas porque eles não encostaram em ninguém).

A partir daí as pessoas voltaram para casa e a manifestação se encerrou. Confira o vídeo: