domingo, 2 de novembro de 2014

3o. Turno?

Protestos sao fenomenos absolutamente normais em qualquer democracia que se preze, menos para a grande imprensa brasileira, tal como o editorial golpista Folha de S. Paulo que teve o descaramento de tratar a manifestacao com deboche e mentiram sobre o numero de pessoas, a despeito da populacao ter gritado palavras de ordem em prol da livre imprensa. Chamar as manifestacoes como se fosse "pedir pelo terceiro turno" eh muita cara de pau, haja vista que o ministro do TSE Dias Toffoli, um sujeito que so possui bacharelado, e foi advogado do PT no amanhecer de sua carreira como militante, digo, advogado.




Ontem, estiveram no MASP cerca de pelo menos umas 15 mil pessoas (eu particularmente estimei umas 30 mil). A Policia Militar disse ter umas 3 mil pessoas. Verdade seja dita: se fosse parada gay ou carnaval, iriam informar que eram 5 milhoes de pessoas.

Simultaneamente duas manifestacoes ocorriem em Sao Paulo. A primeira com temas contra o PT e a segunda, contra o Geraldo Alckmin e a falta d'agua no estado. O editorial Testemunha do Caos so teve condicoes de cobrir a primeira manifestacao.

Nesta que foi contra o PT, houve uma certa mescla de pautas. Em termos gerais, digamos que o publico ali presente consistia em pelo menos tres categorias: (1) os que denunciavam contra o ministro Dias Toffoli e as evidencias de fraude nas urnas eletronicas, (2) os que estavam la pedindo pela intervencao militar - e eram a maioria - e (3) os que estavam protestando pela independencia da republica de Sao Paulo (separatistas) - e minoria.

A manifestacao se reuniu no vao livre do MASP, seguiu pela Av. Paulista sentido Paraiso e desceu pela Av. Brigadeiro Luis Antonio ate a praca das bandeiras no parque do Ibirapuera. Estiveram presentes o Eduardo Bolsonaro, o reporter SBT Paulo Eduardo Martins e o musico Lobao. Um carro de som contratado pelo grupo Revoltados On-Line chegou atrasado.

Entre as palavras de ordem mais proferidas estiveram as seguintes:

"Lula cachaceiro,
Devolve meu dinheiro"

"Volta pra Cuba"

"Fora PT"

Houve um principio de confusao quando um organizador da manifestacao pediu para a policia militar retirar um grupo de separatistas que estavam com bandeiras e faixas em cima do monumento as bandeiras, mas a policia se recusou a retirar os manifestantes de la. Eles alegaram que tinham o direito de estar ali.

Veja alguns panfletos colhidos no local:

 
A manifestacao, que tambem foi acompanhada pela Forca Tatica e Choque da policia militar nao registrou nenhuma ocorrencia de violencia. 

-x-x-x-

Acabo de conversar com meus pais por telefone que moram noutra cidade. Diferentemente de mim, eles nao possuem muita habilidade de obter noticias pela internet. Segundo eles, a manifestacao de ontem nao foi noticiada nem na TV ou pelos jornais. Me parece que a propria imprensa esta se antecipando da porvindoura censura estatal.